Saúde bucal para idosos: principais cuidados

Saúde Bucal para idosos

Tudo o que se refere a saúde bucal dos idosos deve ser tratado com atenção, devido a fragilidade que o organismo pode passar a apresentar e alterações que ocorrem na cavidade. Essa preocupação permite que a terceira idade seja vivida com mais qualidade e sem preocupações com o aparecimento de doenças bucais, por exemplo.

 

Ao ter cuidado com a boca e os dentes, os idosos evitam o desenvolvimento de algumas doenças, estando entre as mais comuns:

 

  • Gengivite;
  • Cárie;
  • Câncer de boca;
  • Periodontite.

 

No presente artigo falaremos sobre essas doenças e como o cuidado com a boca é importante para uma vida mais longa e com muitos sorrisos.

 

Doenças bucais em idosos e cuidados preventivos

São muitas as doenças que podem ocorrer em idosos, principalmente quando estes não se preocupam com os cuidados diários com os dentes.

 

Inclusive, idosos que possuem implante dentário também precisam cuidar da boca, para evitar problemas com o implante e com a própria gengiva.

 

Algumas das doenças bucais em idosos e suas origens serão tratadas abaixo.

 

  1. Gengivite

A gengivite é uma doença que pode surgir em qualquer idade, sendo muito comum em idosos.

 

Isso ocorre porque as defesas do organismo estão mais enfraquecidas e a inflamação na gengiva se torna mais propícia a ocorrer.

 

Dentre os fatores que se leva em consideração para o aparecimento da gengivite em idosos estão: doenças sistêmicas, entre elas diabetes; câncer; e enfermidades cardíacas. 

 

Para evitar o desenvolvimento das inflamações e do surgimento de bactérias (relacionadas a esse problema) é necessário que o idoso mantenha uma escovação correta e use o fio dental, principalmente antes de dormir (para remover os restos de alimentos).

 

Com isso, ele evitará o aparecimento de placas bacterianas e tártaro.

 

Outro elemento que evita o aparecimento de gengivite em idosos é a alimentação correta. 

 

Além disso, evitar o uso de cigarro e tabaco e ir ao dentista a cada 6 meses para avaliação periódica é de grande importância para a prevenção.

 

  1. Cárie

A cárie em idosos pode ser originada pela escovação insuficiente, além da ingestão excessiva de doces e de alimentos com alto teor de carboidratos.

 

Esses alimentos se tornam mais difíceis de serem limpos, principalmente quando há barreiras como o uso de aparelho ortodôntico ou mesmo em casos de movimentação reduzida.

 

Já quando a pessoa é mais velha e por algum motivo deixa de limpar os dentes, a cárie pode surgir mais facilmente por conta da redução do fluxo salivar.

 

Com isso, há a corrosão da dentina, podendo gerar perda dos dentes.

 

Caso haja a queda dental ou seja necessário realizar procedimentos para remoção ou ajuste da dentição devido ao comprometimento, buscas na internet por termos como “restauracao de dente quanto custa”, podem ajudar a encontrar o preço e serviço ideal.

 

A cárie ataca o esmalte do dente e provoca danos na estética e funcionalidade da boca, gerando dificuldades para mastigar e falar. Portanto, tornando necessário realizar uma restauração dentária.

 

  1. Câncer de boca

O câncer de boca é uma doença que atinge a população mais idosa e que pode acometer a língua, os dentes, os lábios, assim como outras estruturas bucais.

 

A prevenção contra o câncer é bastante simples: visitar o dentista regularmente, manter a higienização diária sempre após as refeições e possuir uma alimentação equilibrada.

 

Além disso, é importante evitar o consumo de álcool e, principalmente, de tabaco. 

Cabe ressaltar que também pode ser necessário verificar questões como histórico familiar e outros fatores que podem influenciar no surgimento do câncer.

 

  1. Periodontite

A principal causa de perda dos dentes em idosos é a doença periodontal. 

 

A periodontite, como é conhecida, se trata de uma infecção bacteriana crônica que atinge as gengivas e os ossos que sustentam os dentes, podendo gerar a perda dos dentes.

 

Quando a doença avança, ela destrói o tecido e o osso da gengiva, fazendo com que os dentes fiquem moles. Nesse caso, dificilmente é possível realizar a recuperação da estrutura. 

 

Deste modo, é necessário realizar a extração de dente antes que haja outros comprometimentos.

 

Para evitar a perda dos dentes é necessário:

 

  • Ter uma alimentação equilibrada:
  • Manter os cuidados na hora da escovação;
  • Realizar a higienização diária de forma correta;
  • Prevenir a boca seca, mantendo a hidratação;
  • Visitar o dentista regularmente.

Cuidados com a saúde bucal dos idosos

De modo geral, entende-se que as doenças bucais em idosos são originadas pela ausência de higienização adequada no decorrer da vida aliada a uma má alimentação e péssimos hábitos, como o fumo e o consumo excessivo de álcool.

 

Tendo isso em vista, o idoso pode cuidar da saúde bucal com atenção para alguns pontos em específico como:

 

  1. Higiene da prótese dentária

Grande parte dos idosos já não possuem mais os dentes naturais, recorrendo às próteses.

 

Neste sentido, o cuidado com as próteses é de muita importância, principalmente para evitar o aparecimento de doenças que afetam a boca.

 

Em próteses móveis, é necessário limpar com água e hipoclorito de sódio em imersão por 15 minutos e higienizar as gengivas.

 

Em próteses fixas, usar sabão neutro é recomendado, pois o creme dental contém abrasivos que podem prejudicar a prótese.

 

  1. Alimentação

Por fim, o controle da alimentação, evitando insumos com muito açúcar, também é crucial. Afinal, comer de forma equilibrada permite uma boca mais sadia.

 

Deste modo, vimos que os idosos precisam tomar bastante cuidado com os dentes e a boca para não desenvolver doenças bucais, podendo viver uma vida feliz e cheia de esperança. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

MAIS LIDOS

envelhecimento-com-saude

Envelhecimento com qualidade

#Sextou e o tema de hoje é dedicado ao envelhecimento com qualidade. Nosso organismo precisa trabalhar de forma equilibrada. As ações físicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *